17 de julho de 2016

Eu testei Coletor Menstrual Fleurity

Quando ouvi falar pela primeira vez em coletor menstrual, eu achei a ideia bem radical. Olhei com preconceito mesmo, acreditando que fosse apenas uma coisa maluca de gente que quer salvar o mundo a qualquer custo e, muitas vezes, voltando algumas casas na evolução da espécie.

Mas isto durou pouco, porque fui lendo sobre, vendo pessoas que admiro falando com coerência de ideias e vendo que, na verdade, de retrógrado aquilo não tinha nada.


Mudando de opinião

Durante as pesquisas leves - na realidade leituras que pipocaram vez ou outra na timeline do Twitter ou Facebook - fui facilmente convencida e tentada à experimentar o coletor menstrual por causa de uma (entre tantas) qualidade em especial.

Bastou ler que o coletor me dava a liberdade de poder ficar com ele por até 12 horas sem preocupações para que eu decidisse que aquilo ali, definitivamente, era o que eu precisava para mim.

---

Eu tenho um fluxo menstrual muito intenso e, com absorventes internos (o tipo de absorvente que eu usava - vejam que absorvente para mim tá virando verbo conjugado no passado), eu às vezes tinha que trocar a cada duas horas.

Para quem vive uma vida corrida, muitas vezes é um drama ter que largar reuniões, sair do meio da obra, evento ou trânsito, preocupada em achar banheiros decentes, fazer as substituições necessárias e evitar vazamentos...

---

E, apesar do quesito tempo ter sido o ponto principal do convencimento, outros fatores me ajudaram a mudar de opinião:

  • Economia - quem é mulher sabe o que é gastar com cerca de 3 caixas de Tampax ou O.B. por mês;
  • Saúde - o coletor, por não ser absorvente e sim um copo de material impermeável, capta o fluxo menstrual direto da fonte (aka colo do útero) que não entra em contato e nem se mistura com a umidade do canal vaginal, minimizando o risco de infecções.
  • Ambiental - o fato de eu deixar de depositar uma quantidade enorme de lixo que não será reaproveitado na natureza, também é outro bom motivo. No mínimo de dar um orgulhinho, né?

Escolhendo a marca

Já decidida, questionei também à minha irmã (moramos juntas) o que ela achava da ideia e ela, praticamente de opinião formada, se mostrou bem aberta à novidade.

Então, envolvida pelas diversas propagandas do coletor Fleurity, onde vi que o custo promocional de 2 unidades por R$ 89,90 (o preço equivalente a uma unica unidade de outras marcas), acabaria sendo mesmo a escolhida. Não tinha muito o que pensar, se desse errado, pelo menos o prejuízo seria menor.

Fiz o pedido direto no site da marca (ainda recebi um cupom de desconto de 10 reais na hora da compra) e em menos de dez dias (entre compensação do boleto de pagamento e postagem) os coletores estavam em casa.

Os tipos de coletores

No site da Fleurity (e de outras marcas também, mas não pesquisei), existem variantes nos tamanhos dos coletores, Tipo 1 e Tipo 2. Além de existirem combinações de tamanhos para compras, já que em cada uma, se compra dois coletores por vez.

Tanto é uma boa ideia para quem vai comprar sozinha poder experimentar o que se adapta melhor, quanto para quem vai comprar em conjunto e dividir com a amiga de um tipo diferente.


O Tipo 1, é recomendado para mulheres com mais de 30 anos ou que já tenham filhos. Ele possuí 46mm de diâmetro. Tem capacidade total de 28 ml. Tamanho: 82mm.

O Tipo 2, é recomendado para mulheres com menos de trinta anos e que não tenham filhos. Ele possuí 40mm de diâmetro. Tem capacidade total de 25 ml. Tamanho: 82mm.

Como dá para ver, a diferença entre eles é mínima. De qualquer forma, decidido pelo kit que vinha a combinação do Tipo 1 para mim e do Tipo 2 para minha irmã, fiz a compra.

Conhecendo o Coletor "ao vivo"

Chegou pelos Correios, muito bem embalado em uma caixa bonitinha estampada com a Flavia Alessandra, garota propaganda da marca, um saquinho de pano para transporte para cada coletor e um manual de instruções.

De cara me assustei com o tamanho, não nego!

Senhor do céu, jura que eu ia colocar aquele troço "enorme" dentro de mim e levar uma vida confortável, sem sentir nada, exatamente igual ao ~singelo O.B.?


Bom, registro este pensamento porque, apesar de já de antemão saber que seria possível, o primeiro encontro não deixa de ser mesmo impactante!!!

De qualquer forma, fui treinando as dobras, sentindo a maleabilidade e me familiarizando com meu mais novo amigo.

Ainda levei para as colegas da firma poderem ver ao vivo e, quem sabe, também se interessarem.

Utilizando (de verdade) o Coletor Menstrual

Minha irmã usou o dela primeiro porque o seu "período" chegou antes do meu! E naquela intimidade existente entre membros da mesma família, assim que experimentou, ela me mandou uma mensagem de Whatsapp (que é impublicável devido ao palavreado entre manas), mas resumia que era estranho para colocar, mas que o negócio era bom. Estava aprovado.

Eu que estava, nesta altura, me preparando e esperando, dei de encontro com este post no blog Coisas de Diva, e o achei bem esclarecedor. Principalmente porque veio no timing perfeito para a minha "primeira vez". Os comentários também ajudaram bastante, diga-se de passagem (comentem em blogs, gente, ajuda tanto a complementar informações que vocês não fazem ideia).

E, de tão ansiosa, cheguei a sonhar duas noites seguidas com o momento (no sonho era um desastre minha estreia, diga-se de passagem, rs)!!!

Até que chegou o meu grande dia!

Eu nem comprei absorventes normais de reservas de tão decidida a fazer dar certo o uso do coletor em mim.

Por sorte (obrigada, corpo), foi em um final de semana, logo no início de um período de mini férias. Então eu estava livre para testar em casa e ficar tranquila em correr logo para o banheiro, caso detectasse vazamentos.

Não foi fácil, mas era a primeira vez e eu já imaginava que deveria ter paciência. Sabia que ia dar certo, só precisava me encontrar.

Modo de colocar o Coletor

Claro que ser usuária constante de absorvente interno me fez um pouco menos insegura na técnica de introdução de um ~corpo estranho~ em mim, mas escolher a dobra perfeita de entrada e que ao mesmo tempo não fosse "tão dobrada assim" a ponto de deixar o coletor abrir novamente depois de encaixado, demandou algum tempo e algumas tentativas.

Mas, no segundo dia eu já estava craque!


Então, vou resumir que, para mim, dobrar uma única vez ao meio, como se fosse um "C" esmagado foi a dobra que eu me encontrei, a dobra da vida (a primeira da imagem acima, retirada do site da Fleurity). Sempre na posição sentada no vaso sanitário ou com as pernas levemente dobradas e arqueadas embaixo do chuveiro.

A dica também é que eu não empurro o coletor para cima, como seria intuitivo. O coletor deve ser empurrado para trás, em direção às costas mesmo, é por ali o caminho.

Uma vez abaixo do colo do útero, ele deve se abrir e automaticamente deixa de ser sentido.

O que a gente sente mesmo, no caso do Fleurity, é o cabinho de segurança que ocupa todo o canal vaginal (até passa um pouquinho para fora). Ele é comprido e achado.

Também me senti mais confortável em deixá-lo paralelo às pernas com a parte fininha do cabo voltada para frente. De qualquer forma, você pode cortá-lo se quiser, quando se sentir mais prática em tirar e colocar o coletor. Eu acho que ainda vou esperar alguns meses para tanto.

O coletor sai "de boas" (muito mais fácil do que para colocar) e sem respingar por todo o ambiente, chega a ser até bonitinho de tão bem que ele se comporta, rs! Esvazie o conteúdo no vaso sanitário e lave-o.

E se, por acaso, pegar um pouco mais de pressão com o vácuo que forma, um leve esforço de expulsão, ajuda na saída dele.

Frequência de "trocas"

Trocas é modo de dizer, porque o que a gente faz é mesmo a retirada, esvaziamento e higienização do coletor.

Meu fluxo, como já citei, é muito intenso nos dois primeiros dias. E como estava em casa e queria pegar prática em colocá-lo e tirá-lo, fiz estas trocas em intervalos pequenos.

Serviu para ver que as doze horas permitidas de permanência por vez não serão suficientes para mim no início. O copinho vai encher.

Serviu também para ver que a troca sem estar necessariamente embaixo do chuveiro também não vai ser um bicho de sete cabeças. Aliás, eu achei mais fácil fazer isto sentada no vaso do que em pé.

Que a limpeza é tranquila e, uma vez ou outra, fora de casa, higieniza-lo apenas com uma garrafinha d'água (caso não haja pia dentro do reservado de um banheiro público, por exemplo) também vai ser de tirar de letra.


Higienização do Coletor

Durante o período menstrual, se você fizer uso de um único coletor, o ideal é lavá-lo com água e sabão neutro. Coordenando isto junto com dois banhos diários (uma pela manhã e outro ao fim do dia), será tranquilo.

Caso tenha o fluxo intenso e sinta a necessidade de fazer esvaziamentos ao longo do dia (creio que comigo, por exemplo, uma vez no meio do dia será suficiente) dá para fazer dentro de um banheiro, com cuidado para não deixá-lo cair no vaso (daí é perda total, né?) e limpá-lo com água, sabonete neutro ou, na pior das hipóteses, com um lencinho umedecido em emergências.

Ao final de cada ciclo, aí sim, é recomendável esterilizar o copinho entre 5 e 8 minutos. E guardá-lo para o próximo mês por longos e longos anos.

Feito de silicone medicinal, ele tem vida útil estimada em dez anos em média.

Adepta do Coletor

Cumpre relembrar que acho que foi muito importante ter tido a oportunidade desta "primeira vez" em casa, mas que posso dizer depois de ter experimentado é que, se puderem, conheçam.

Com o uso do coletor, não dependemos de farmácia, é muito mais cômodo, porque não deixa aquela sensação de umidade, é livre de odores e, por incrível que pareça, muito mais prático.

A gente não sente, exceto pelo cabinho deste modelo da Fleurity, que está usando e, uma vez colocado corretamente, você vai até esquecer que está menstruada.

Cumpre falar que nem de longe a questão do "nojinho" foi incomodo pra gente, além disto, o sangue da menstruação fica fora do contato com o ar exterior, o coletor forma uma espécie de vácuo internamente, e ele não "estraga".

Minha irmã e eu estamos felizes com a sensação de liberdade proporcionada.


11 comentários:

  1. Animei! Também quero testar. Bjos!! ;)

    ResponderExcluir
  2. Nunca usei, mas confesso que não tenho essa curiosidade de testar.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  3. também acho o máximo. to namorando ele a algum tempo, mas ja me decidi e estou esperando chegar o meu copinho!!! tenho problemas com colicas mas estou confiante. tenho um filho de 3 anos e o parto foi cesárea e não tenho relaçoes a um tempinho. minha maior duvida é se terei problemas com a inserção. adoro ler posts. muito obrigada foi complementador! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leidiany!
      Eu também sofro com cólicas, mas o coletor não melhora nem piora esta questão. No meu caso, só antiinflamatório mesmo!
      Se você já tiver costume com OB, por exemplo, pega o jeito mais fácil.
      Mas nada que com um pouco de treino a gente não consiga!
      Beijos!

      Excluir
  4. Vendo no RJ! Pronta-entrega sem frete!
    #coletormenstrual #inciclo
    Whatsapp: (21) 985808876
    Acompanhem a página, tem muitas informações:
    facebook.com/elapraticario

    ResponderExcluir
  5. Comprei para testar e achei seu posto ótimo, bem detalhado. Obrigada mesmo!

    ResponderExcluir
  6. Eu estava amadurecendo a ideia também há um tempo, mas mês passado resolvi por em prática o uso dos coletores, pesquisei no google, no instagram e como uma amiga que usa (tenho um grande circulo de amigos, mas apenas 1 adepta) e enfim optei também pelos coletores Fleurity, e outra amiga resolveu comprar comigo (agora seremos 3), e junto com a chegada do coletor novas dúvida e novas buscas na internet, achei no Youtube um canal que chama Papo de copinho, e ali consegui sanar mais algumas dúvidas sobre dobras, como colocar e tirar o coletor, e estou no meu segundo dia de uso e confesso que estou amando, já quero que o mundo use coletor! Não tive problemas para colocar (para mim a melhor forma foi a forma como colocava o absorvente interno, conforme indicado na maioria das embalagens), vazamentos (como o coletor forma o vácuo e meu fluxo não é tão intenso, estmos ok) ou para as limpezas (troca) do coletor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...